Resposta para as 17 perguntas mais frequentes sobre o COVID-19

Resposta para as 17 perguntas mais frequentes sobre o COVID-19

25 de April de 2020 Comments Off on Resposta para as 17 perguntas mais frequentes sobre o COVID-19 By Kinjo
Envie suas dúvidas ou nos informe suas necessidades através do nosso formulário de atendimento. Clique no Link https://forms.gle/xRB4A2V1jdfS1PCp6

Perguntas frequentes sobre a infecção por Novo    Coronavírus (Covid-19)


P1-Quais os prinicipais sintomas da infecção por Covid-19?

 R:  – febre (no Japão, suspeita-se a infecção com a febre acima de

37,5 oC)

– falta de ar ou dificuldade respiratória

– tosse seca

Outros sintomas que podem acompanhar:

– fadiga

– dor muscular

– perda da olfação (não consegue sentir cheiro)

– dor de garganta

– coriza e espirros

etc.


P2- Como proceder quando as pessoas têm os sintomas da infecção por Covid-19?

R: Em geral, não se sabe se tais sintomas sejam exatamente por causa do Covid-19. Pode ser por outras doenças como gripe, tumor e infecções diversas.

Hoje (abril de 2020), alguns hospitais do Japão, atendem pacientes febris e fazem exames preliminares, inclusive o exame de PCR.

Porém, na maioria dos casos, os pacientes suspeitos têm que passar por uma avaliação prévia por telefone, no “Centro de consultas de pessoas que retornan ao Japão ・pessoas que tiveram contato com casos positivos ”(Kikokusha・sesshokusha soudan center) , e se necessário, ser indicado para realizar o exame de PCR. Conforme o resultado e estado clínico, é indicado observação em casa, internação para tratamento de suporte com ou sem a assistência intensiva.

A partir de 6 de março, o custo do exame de PCR passou a ser coberto pelo Seguro de Saúde (Nacional, Social ou outros tipos).

Segundo o Ministério da Saúde e Trabalho do Japão, é realizado os seguintes passos para o exame de PCR: pessoas com item ① e  ② descrito abaixo, devem telefonar para o “Centro de consultas de pessoas que retornan ao Japão ・pessoas que tiveram contato com casos positivos ”(Kikokusha・sesshokusha soudan center) → passar pelo interrogatório e avaliação → se julgar necessário → será apresentado para hospital de referência ao tratamento de Covid-19 → realização do exame PCR.

Após 6 de março, pode ser procedido também da seguinte forma:

Pessoas com item ① e  ② descrito abaixo, ir direto ao médico habitual que fará a consulta preliminar e caso julgue necessário → será indicado para o “Centro de consultas e exames ambulatoriais ”(Tiikigairai ・kensa center) → realização do exame PCR.

Pessoas ① e  ② são as pessoas que têm :

  • febre de mais de 37,5 oC por mais de 4 dias (as pessoas com mais de 65 anos de idade ou as pessoas que têm doenças de base como doenças cardíacas, renais, diabéticas, entre outras, febre por mais de 2 dias)
  • Dificuldade respiratória, fadiga

P3- Como saber se o(a) seu (sua) filho(a) que ainda não fala, tem dificuldade respiratória e pode estar infectado por Covid-19?

 R: Até o início de março, as estatísticas mostravam que crianças, jovens e adultos até 30 anos eram menos susceptíveis ao Covid-19. No entanto, hoje há casos positivos em todas as faixas etárias, embora a frequência seja maior conforme aumenta a década de idades acima de 50 anos.

Os sintomas de asma, de bronco-asmática e penumonia não por Covid-19  podem se cofundir. Quando o(a) seu (sua) filho(a) apresentar algum sintoma preocupante, leve-o(a) ao pediatra que está acostumado a consultar. Diga na recepção os sinotmas presentes e pode ser que seja levado à uma sala isolada. Em seguida, o médico irá avaliar.


P4- O próprio paciente pode pedir que faça o exame do PCR para o diagnóstico do Covid-19?

 R: Pode pedir, sim, mas não significa que será concordado pelo médico a realizá-lo.

No Japão, geralmente tem que haver uma razão justificada para se realizar algum procedimento médico. Portanto, se o médico avaliar que não seja necessário realizar o exame do PCR para o diagnóstico do Covid-19, ele não o fará.


P5- Como é feito o exame de PCR para o diagnóstico do Covid-19?

 R: O exame de PCR para o diagnóstico do Covid-19 é semelhante ao do exame da influeza, quando se colhe o material da secreção nasal por um SWAB (espécie de cotonete longo). A diferença é que, para o exame do Covid-19, o praticante deve estar totalmente equipado com vestimento de proteção de contágio.


 P6-O que é falta de ar ou dificuldade respiratória?

 R: Seria uma situação semelhante em que:

– há uma sensação de não conseguir alívio respiratório ao “tentar puxar o ar” ,

ou

– a pessoa tenha corrido alguns metros em velocidade não acostumada, ficar ofegante e não conseguir respirar durante ou após a corrida.


P7- Por que acontecem estes sintomas respiratórios?

 R: Eles acontecem porque o coronovírus ataca as vias respiratórias. Isto inclui desde a entrada do ar pelo nariz, boca, garganta, orofaringe, e as partes pulmonares..

Obs.:O vírus pode entrar no organismo também pelos olhos, mesmo não  sendo estes, um órgão respiratório.


P8- O Covid-19 se propaga de que forma?   

 R: O Covid-19 se propaga principalmente por perdigotos (gotículas de saliva e secreções nasais que saem pela boca ao falar, espirrar ou tossir) de uma pessoa infectada, mesmo durante o período de incubação, que é de aproximadamente 14 dias.

Pouco relatado, mas como vírus é eliminado também pelas fezes, pode ser transmitido na ocasião de má higiene após a evacuação.

Os perdigotos contendo o Covid-19 são considerados como gotículas respiratórias, medem de 5 a 10 micrômetros de diâmetro, são pesados,  não permancem flutuantes no ar por longo período e podem contaminar outras pessoas a uma distância social menos de 2 metros.


 

P9- Pode se dizer então que, o Covid-19 é transmitido por via aérea?

R: Não, ele não é transmitido por via aérea.O correto é dizer que, ele é transmito por perdigotos.

Diz-se que uma doença é de transmissão por via aérea, quando o microorganismo causador da doença está dentro de um núcleo de perdigoto, é pequeno (menor de 5 micrômetros de diâmetro), leve e consegue ficar no ar “flutuando” por longos períodos de tempo, após ser expelido pela pessoa infectada. Podem transmitir doenças para outras pessoas a uma distância social mais de dois metros.

As 3 principais doenças transmitidas por via aérea são:

tuberculose, sarampo e catapora.


P10: Qual a importância do uso de máscaras?

 R: O minúsculo tamanho do vírus tem a passagem livre pelas entranhas do material da máscara. Isso quer dizer que não impede nem a entrada nem a saída do vírus para as pessoas que estiverem usando a máscara.

No entanto, a máscara tem 2 funções importantes na prevenção desta infecção, já que há a possibilidade da infecção assintomática:

  • Ajuda a prevenir a infecção por perdigotos;
  • Ajuda a pessoa não tocar o rosto e principalmente os olhos, com as mãos possívelmente contaminadas com o vírus.

P11- Não há máscaras sendo vendidas nas lojas. O que devemos fazer?

 R: Você mesmo(a) pode costurar uma máscara na sua casa . Existe muitas dicas que você pode encontrar na internet…veja algumas delas:

1 – ( https://youtu.be/IfNi9zREKuk )

2 – ( https://youtu.be/VPmYNYWnrZA)

3 – ( https://glo.bo/2S3gV6Q )


P12- Porque temos que evitar aglomerações públicas se não estamos infectados, já que não apresentamos nenhum sintoma?

 R: O fato de não apresentar nenhum sintoma não quer dizer que a pessoa não esteja infectada com o Covid-19. Existem pessoas assintomáticas.

Então, uma pessoa assintomática pode disseminar (espalhar) o vírus em uma aglomeração pública, pode causar a doença em alguém menos resistente, ou ainda, fazer circular o vírus em pessoas idosas ou com doenças de base.


P13- Como proceder quando um familiar for diagnosticado positivo para o exame do Covid-19 e estiver assintomático ou estado leve, e for indicado observação em casa?

 R: Independente do estado de gravidade, deve-se acima de tudo, isolar o infectado. Deve-se dormir e passar o dia em quarto separado dos demais membros da família, comer no quarto em que está isolado e desinfectar todos os locais ou objetos possíveis de transmissão (por ex.: maçaneta da porta do banheiro, do balneário, da pia do lavabo, etc). A bandeja com a refeição deve ser posta fora da porta do quarto, e após comer, devolvê-la igualmente fora da porta do quarto, na ausência de outras pessoas.

Arejar (ventilar o quarto abrindo a janela) do quarto do infectado de tempo em tempo.

Comunicar o seu estado para a família. Caso esteja piorando, pedir para que o(a) leve para o hospital indicado.

Todos devem lavar bem as mãos sempre que voltar de fora, antes e após comer e ir ao banheiro.


P14- Como preparar um desinfetante caseiro na falta de álcool?

 R:  Como preparar um desinfectante caseiro:

Hipoclorito de sódio a 5% → alvejante (nome comercial conhecido como “Cândida” no Brasil)

Material: – garrafa de plástico tipo “PET bottle” de 500 ml.

– água

– luvas de borracha

– papel de cozinha descartável

Modo de preparar:

  • Calçar as luvas.
  • Medir a quantidade do alvejante em aproximadamente 1/7 da tampa.
  • Despejá-lo na garrafa de plástico e completar até 500 ml com água.
  • Fechar e agitar bem.

Umedecer o papel de cozinha descartável com o preparado e passar nos locais e objetos possívelmente contaminados. Deixar secar por uns 5 a 10 minutos. Ventilar o local após a limpeza.

Obs: ter cuidado para não respingar nos olhos e boca e deixar distante do alcance das crianças.

Não estocar por muito tempo.

O preparado pode desbotar roupas coloridas.


P15- Quem é portador de doença de base que pode ser um grupo de risco para infecção por Covid-19?

 São pessoas do grupo de risco, as portadoras de doenças cardíacas, doenças renais, doenças pulmonares, hipertensão arterial, diabéticas, pessoas que fazem tratametno de câncer ou com medicamentos imunossupressores.

As gestantes também são consideradas como grupo de risco, mesmo que não tenham nenhuma doença de base.


P16- Existe tratamento para a infecção do Covid-19?

 R: No momento não.

O tratamento das pessoas infectadas é de suporte clínico, com hidratação, nutrição, oxinação, uso de analgésico, antitérmico, entre outros.

Há relatos de que o antiviral Favipiravir (nome comercial AVIGAN) medicado contra influenza, tem boa eficácia para o Covid-19 também. Porém há restrições para grávidas por causa dos seus efeitos teratogênicos (causa máformação do feto) . Como há passagem desta medicação para os espermas, os homens que tomarem a medicação devem fazer a anticoncepção por um tempo seguro após o término do seu uso.

O uso do AVIGAN é indicado para pacientes acima de 50 anos e com pnemonia por Covid-19. Conforme situação, pode haver exceção.


P17- O que fazer se uma pessoa que mora sozinha, que não tenha familiar no Japão, que é pai ou mãe solteiro(a) e tem criança pequena ficar infectado pelo Covid-19?   

R: Independente de ficar doente ou não, mas principalmente nesta situação de pandemia, é importante ter pessoa(s) de confiança(s) ao redor. Verifique seu círculo de amizade, sua comunidade, seus vizinhos, tenha boas amizades para uma ajuda mútua. Assim, você poderá também se oferecer a servir o seu próximo em uma situação necessária.

Respeite e colabore para prevenir a disseminação do Covid-19:

– evitar aglomerações públicas;

– evitar contato próximo com outras pessoas;

– arejar o ambiente a cada momento possível;

– lavar as mãos sempre que voltar de fora, antes e depois de comer e ir ao banheiro;

– ter etiqueta de tosse e espirro;

– usar máscara limpa.


By Dra. Elza Nakahagi


Envie sua dúvida ou nos informe sua necessidade através do nosso formulário e entraremos em contato.


Envie suas dúvidas ou nos informe suas necessidades através do nosso formulário de atendimento. Clique no Link https://forms.gle/xRB4A2V1jdfS1PCp6
Comments are closed